web rastros mai19
Alunos da EPM-CELP e da Escola Primária Completa do Triunfo exibiram habilidades táticas e estratégicas no jogo amigável “Rastros”, organizado, na manhã de ontem, para estimular o gosto pela matemática, sobretudo pelo cálculo mental. A disputa, dinamizada pelo projeto “Mabuko Ya Hina” e pela área disciplinar de Matemática e Informática, teve lugar no “parrot” dos matraquilhos e juntou estudantes da sétima classe do Triunfo e do sexto ano da nossa Escola.

De acordo com a professora de Matemática, Luz Fonseca, a iniciativa, para além de motivar o interesse dos alunos pela matemática, visou a exploração e desenvolvimento de estratégias técnicas e táticas associadas ao jogo para, futuramente, se promover um campeonato escolar. “Estes jogos já se faziam em Portugal, onde existe uma associação que é responsável por jogos matemáticos. Eu trouxe-o para a EPM-CELP porque aqui ainda não era conhecido. Depois da introdução do jogo no sexto ano, resolvemos fazer esta colaboração com uma escola moçambicana”, explicou a docente.

O jogo “Rastros” desenvolve o raciocínio lógico necessário para defrontar o oponente, pelo que os nossos alunos, já conhecedores das regras, ensinaram-nas aos colegas do Triunfo numa jornada competitiva amistosa e colaborativa.

O jogo foi concebido em 1992 e, como regra, os jogadores partilham as peças e efetuam uma corrida com uma “bola” na tentativa de marcar um “auto- golo” ou encurralar o adversário. O objetivo é ser o primeiro a conseguir atingir a sua casa ou “baliza”, marcadas com o símbolo “1” ou “2” conforme a ordem do jogo.

jornalarte quad

pontalingua quad

Logo UPA

despesc

Topo