web cicloneidai mar19
As direções da Escola Portuguesa de Moçambique-Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) e da Associação de Pais e Encarregados de Educação (APEE), em coordenação com a Embaixada de Portugal em Maputo, lançaram uma campanha preventiva junto dos encarregados de educação que visa identificar famílias disponíveis para, em caso de necessidade, acolher alunos da Escola Portuguesa da Beira, fustigada pelo Ciclone IDAI.

Ao mesmo tempo, a EPM-CELP está a organizar-se no sentido de poder vir a receber crianças daquele estabelecimento de ensino, integrando-as nas suas atividades escolares, na tentativa de as mesmas poderem prosseguir os seus estudos enquanto a Escola Portuguesa da Beira não restabelecer as suas condições de funcionamento.

Esta iniciativa conjunta da EPM-CELP e APEE pretende constituir-se como apoio humanitário disponível aos atores que no terreno tentam minimizar os efeitos devastadores do grande desastre natural ocorrido na região centro de Moçambique, em particular na cidade da Beira.

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo