web semana.leiturax mar19
Conversas animadas, leituras individuais e coletivas, inspirações, dramatizações e histórias mais ou menos ficcionadas prenderam atenções de alunos, professores e encarregados de educação no decorrer da Semana da Leitura 2019 da EPM-CELP, que terminou na passada sexta-feira. Lançamentos de livros, concursos de palavras, dramatizações, exercícios de escrita e oralidade e, ainda, a já habitual Feira do Livro foram atividades que despertaram nos participantes a magia das letras, num ambiente inspirador de paixões literárias.

Nos seus primeiros dois dias, a Semana da Leitura 2019, organizada pela Biblioteca Escolar José Craveirinha (BEJC), colocou os alunos no centro das várias iniciativas de incentivo e valorização da leitura e do livro, destacando-se a “Leitura e Leitor”, as apresentações das obras literárias “Livro do Leitor - Leve Passada”, de João Paulo Videira, e “Contos e Gravuras de Moçambique”, de António Cabrita; o concurso de leitura expressiva; a campanha “Miúdos a Votos” e a Feira do Livro.

Os três dias subsequentes colocaram à prova a capacidade dos alunos do ensino básico (segundo a sexto anos) na descodificação de “partituras” de escrita através de competições literárias. Por exemplo, o Concurso de Leitura Expressiva exigiu identificações de sinais gráficos, de campos semânticos, de sonoridade das palavras e de sintaxe, entre outros elementos do texto, incluindo harmonização corpo-voz, o movimento, os gestos, a postura, o ritmo, a entoação, a dicção, o tom, a fluência e o volume. Neste concurso, realizado nos dias 12 e 13 de março, destacaram-se, no terceiro ano, os alunos Matilde Amaro, do 3.º E, no primeiro lugar, Fahim Omargi (3.ºD) em segundo e, na terceira posição, Ivandro Abasse (3.ºB). No quarto ano, a vencedora foi Mafalda Lopes (turma A), seguida de Gonçalo Fonseca (B), no segundo lugar, e de César Silva (C) no terceiro posto. Na tabela final do sexto ano de escolaridade terminam nos três primeiros lugares os alunos Francisco Monteiro (F), Beatriz Marques (C) e Margarida Palmeirim (A).

No Concurso de Soletração, que avaliou a pronúncia e a oralidade ortográfica dos concorrentes, as tabelas classificativas dos três primeiros posicionados ficaram assim estabelecidas: 2.º ano – 1. Nkyoma Bilale (turma B); 2. Saima Mussá (A); 3. Diogo Lorvão (B); 3.º ano – 1. Lia Pombinho (E); 2. Bruno Pinto (B); 3. Camila Ribeiro (D); 4.º ano – 1. Mayur Costa (A); 2. Guilherme Lorvão (B); 3. Rúben do Vale (D), Gabriel Rodrigues (E) e Pedro Bourguignon (D).

Outro ponto de destaque da Semana da Leitura foi a campanha "Miúdos a Votos", que, durante os cinco dias do programa de atividades, estimulou a leitura, pesquisa e debates literários entre os alunos sobre o melhor livro que teriam lido. Os resultados ainda não foram revelados, estando-se agora na fase de apuramento.

Porque o mote da campanha era o livro e a leitura, nos dias 13 e 14 a Feira do Livro ofereceu oportunidades quanto baste à comunidade educativa de apreciar livros para todos os gostos, bolsos e sonhos. Nos expositores não faltaram referências editoriais da EPM-CELP e de outras editoras, como “A primeira viagem de Vasco da Gama”, “Viagem pelo mundo num gão de pólen”, “A borboleta e o cavalo”, “O coração apaixonado do embondeiro” e “O pescador de estrelas”, da série infantojuvenil; “Poesia a gente inventa e dia brinquedo”, “Os amantes sem ninguém” e “Da égua que sorve a água pensando sorver a lua”, da Coleção Acácias, ou o “Pátio das Sombras” da Coleção Contos e Histórias de Moçambique.

O segredo está na leitura!
No último dia Semana da Leitura 2019, o Núcleo de Informação e Comunicação (NIC) em coordenação com a BEJC, apresentou ao público a quinta coletânea do projeto literário “Na Ponta da Língua”, que reúne 25 textos – prosa e poesia – de alunos da nossa Escola publicados no ano letivo de 2015/2016 na página oficial da EPM-CELP. A publicação, em formato “e-book”, traduz o engenho e a criatividade dos estudantes e materializa um espaço para exercício da liberdade de expressão, enquanto direito fundamental de qualquer cidadão.

Na sessão do lançamento, António Lopes, responsável pelo NIC, estimulou os alunos presentes, das turmas E e C do oitavo ano do ensino básico, a começarem a descobrir o seu potencial literário experimentando escrever e publicar na plataforma digital. Este convite foi ilustrado pelas presenças dos alunos Mércia Macuácua e Manuel Pessoa, autores de dois dos três textos mais acedidos na quinta coletânea.

João Paulo Videira, professor da disciplina de Português na EPM-CELP, participou no evento revelando que, embora mais de metade dos textos publicados terem sido produzidos em resposta a sanções disciplinares, as obras revelam criatividade e valor literário genuínos merecedores de publicação e difusão. Falando também na qualidade de escritor, João Paulo Videira aconselhou os alunos a escreverem, mas primeiro a estabelecerem uma relação bem conseguida com os livros e com a leitura: “é preciso que gostemos dos livros. A escrita é consequência de uma leitura responsável e com compromisso”, afirmou o também coordenador pedagógico do terceiro ciclo do ensino básico.

A quinta coletânea do projeto «Na ponta da língua» pode lida e descarregada nesta página oficial da EPM-CELP, bastando clicar aqui.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

Logo UPA

despesc

Topo