odete solNunca é fácil escrever uma nota fúnebre. E é sempre doloroso. Hoje é ainda mais difícil. Não há palavras que consigam expressar a dimensão da consternação e da tristeza que sentimos na hora do adeus àquela que foi, sem qualquer espécie de dúvidas, uma das melhores de nós. A nossa comunidade está incomensuravelmente mais pobre, mais triste. Está incomensuravelmente coartada na sua riqueza humana e inteletual. A Odete Sol era mais do que uma professora na nossa comunidade, e era mesmo mais do que uma amiga. Era uma pessoa de valores, ideais e era uma pessoa que encarava a sua profissão como uma missão: a missão de fazer bem, a missão de transformar para melhor, a missão de fazer brilhar, como o seu nome indica, os pequenitos que chegavam às suas mãos.

A Odete Sol passou por nós sempre com delicadeza. A Odete Sol passou por nós sempre com uma inabalável esperança no olhar, com um sorriso, com uma voz tranquila, com uma atitude serena. Até parecia que era fácil viver assim. E talvez, para ela, fosse, porque era uma pessoa genuína, verdadeira, com uma maravilhosa tendência para não complicar o que às vezes já se apresentava complicado. A nossa colega vai fazer-nos muita falta. E já temos saudades da forma como nos saudava quando se cruzava connosco. Vamos guardar carinhosamente nos nossos corações a memória de ti, Odete. Vamos preservar o Sol que vivia na tua pessoa e vamos todos os dias tentar seguir o teu exemplo.
A EPM-CELP endossa à família enlutada as suas mais profundas condolências e partilha da sua dor porque é também a nossa dor, a dor desta comunidade.

É, pois, com profunda tristeza, que comunicamos que hoje, 27 de março de 2021, a nossa querida colega Odete Sol deixou este mundo e foi brilhar no outro local, onde espera por nós com um sorriso e uma palavra de conforto.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

pontalingua quad

despesc

Logo UPA

despesc

Topo