livros pathfinderCom o objetivo de salvaguardar os direitos das raparigas na província de Cabo Delgado, comprometidos, sobremaneira, nos últimos tempos, a Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) entregou, na manhã de hoje, mais de uma centena de livros infantojuvenis à organização de defesa da saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos, a Pathfinder. O apoio, enquadrado na missão da EPM-CELP de cooperação no domínio da Língua Portuguesa, visa, igualmente, contribuir para o intercâmbio de conhecimento e incentivar o hábito da leitura naquele grupo da sociedade.

Os exemplares doados incluem temáticas diversas, desde o imaginário popular das histórias tradicionais de Moçambique, até aventuras, sonhos e criatividade, contemplando, todas, o universo da criança, do adolescente e do jovem.

De acordo com a presidente da Comissão Administrativa Provisória (CAP) da EPM-CELP, Luísa Antunes, as doações representam uma das missões da escola que é a promoção da Língua Portuguesa através da literacia enfatizando que “isso nos orgulha porque o fazemos através das nossas publicações”, disse.

Para a editora e responsável pelo setor de publicações da EPM-CELP, Teresa Noronha, esta oferta traz à tona os desafios que se colocam na divulgação da literatura em Moçambique. E argumenta: “é uma boa forma de os autores circularem por todos os cantos, entre aqueles que não têm acesso às livrarias e, sequer, poder de comprar um livro”.
livros path
A doação dos livros enquadra-se na iniciativa da Pathfinder com a ajuda da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), visando combater as uniões prematuras e melhorar os meios de vida das raparigas, adolescentes e jovens na faixa dos 10-24 anos, com enfoque específico nas idades de 10 aos 19 anos, na província de Cabo Delgado, Distrito de Ancuabe.

Segundo Romão Kumenya, oficial de programa da Pathfinder, ainda como parte das ações da organização, a ação pretende incentivar e melhorar o gosto pela leitura e escrita na comunidade, por meio de caravanas apetrechadas com diversos materiais didáticos.

No ato da entrega dos materiais, o representante destacou a importância destes na formação humana. “Agradecemos a oferta desses livros que serão úteis para cerca de 22 mil raparigas de escolas primárias e secundárias, incluindo as que estão fora da escola, no distrito de Ancuabe. Por se localizar numa província fustigada, nos últimos anos, pela conturbação social, pretendemos com essa doação desencorajar casamentos prematuros através de contos e suas dramatizações”, explicou.

Sempre no cumprimento do seu papel social e de cooperação, a EPM-CELP doou, só este ano, centenas de livros infantojuvenis destinados ao incentivo de leitura na província de Cabo Delgado, nas Bibliotecas Públicas e Escolas Primárias e Secundárias de Moçambique.

Comentar


biblioteca

Logo UPA

despesc

pontalingua quad

pna

Logo UPA

jornalarte quad
Logotipo 1 vencedor
Topo