pass pUm pássaro gigante suspenso logo na entrada do novo refeitório, pelo portão 4, transmite, pela variedade de cores, significados diversos. É africana, de papelão e tem como base de suporte uma rede de galinheiro e asas de diferentes cores feitas com retalhos de capulanas. Ao redor, sonhos – escritos e assinados - se espelham pelo espaço. Há desejos de todo o pré-escolar expostos. Uns querem voar, conhecer a lua, outros lugares, outros desafios, como seus pais e heróis. Outros querem ser melhores guardiões das suas cidades, do mundo, como polícias, militares, ou serem bailarinos, artistas da vida e da arte. Os sonhos são diversos, mas o objetivo é único: colorir o mundo de atitudes positivas.

É essa a mensagem que procura transmitir a passarola voadora, ontem inaugurada, no recinto da Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) feita por 156 crianças das oito salas do pré-escolar por ocasião das celebrações do centenário de José Saramago e do 23.º aniversário da Escola, este ano sob o lema “Flores de todas as cores”.

A ideia da passarola voadora, de acordo com os organizadores, surge “pela sua particularidade de se alimentar de vontades, de desejos, de sonhos”, imaginários e/ou reais. Pedagogicamente, para além do estímulo do faz-de-conta (através do qual a criança desenvolve a criatividade, interage com o mundo e desenvolve física, emocional e socialmente), pretende-se, com este trabalho, transmitir às crianças a importância de darem asas à imaginação, de acreditarem na força que cada uma tem dentro de si e de sonharem, sempre”, explica a equipa.

O desafio foi realizado durante cinco dias, em contexto de sala de aulas, sempre aliando interações e muito engenho entre alunos, educadoras e auxiliares do pré-escolar. Os pais e encarregados de educação contribuíram somente com capulanas para a construção das penas e asas da passarola. “As crianças têm uma capacidade enorme de sonhar sem limites que devemos estimular, lembrando que o sonho comanda a vida e que a força do querer concretiza sonhos. E assim foi, demos asas à imaginação, unimos esforços, trabalhamos juntos em equipa e contruímos a nossa passarola africana que, alimentada com tantos sonhos bonitos, voou…”.

A passarola continua lá, suspensa, a sustentar e a alimentar sonhos desses meninos. Ninguém ainda sabe o seu destino, mas, enquanto lá estiver, continuemos todos a visitá-lo e a reconstituir os sonhos.

web festa.final 08 web festa.final 09
web festa.final2 jul18
web festa.final 08 web festa.final 09
web festa.final2 jul18
web festa.final 08 web festa.final 09

Comentar


biblioteca

Logo UPA

despesc

pontalingua quad

pna

Logo UPA

jornalarte quad
Logotipo 1 vencedor
Topo